Dicas de Saúde

22/11/2016

Vamos falar sobre o MODELO ATUAL DE RESPOSTA SEXUAL FEMININA

Texto escrito por Thalia Maia

Desejo, Excitação, Orgasmo e Resolução eram as fases do modelo descrito anteriormente onde existia um padrão linear. Isso significa que cada fase viria seguida da outra de forma cronológica. O modelo mais recente, defendido por Rosemary Basson, defende um modelo circular e explica a diferença do ciclo de resposta sexual feminino comparando o que ocorre no início do relacionamento e após um período de estabilidade.

O desejo espontâneo existiria no início dos relacionamentos. Após um período de estabilidade, grande parte das mulheres entrariam no chamado ciclo longo, onde o desejo espontâneo não estaria presente. Isso não significa uma disfunção, já que apesar de não haver desejo espontâneo a mulher pode responder a estímulo (apetite sexual responsivo) – estímulo do parceiro ou próprio, vamos tirar a responsabilidade do outro. Vou explicar melhor. A mulher poderá iniciar uma relação sexual em estado de neutralidade, e após o início do ato, com os estímulos, desencadearia a excitação e a partir daí apareceria o desejo.

Nesse modelo circular, Basson indica que as fontes do desejo nas mulheres surgem não tanto pela estimulação hormonal e genital, mas do nível de excitação subjetiva que não tem relação direta com a lubrificação e a vasocongestão.

– Fatores Psicológicos,
– Fatores Biológicos,
– Fatores Interpessoais,
– e Fatores Contextuais.

. Energia
. Auto-estima
. Imagem corporal
. Saúde física
. Uso de Medicamentos
. Intimidade emocional
. Satisfação na conexão do casal (comunicação sexual e não sexual)
. Sensação de privacidade e segurança
. Crenças sobre o que é “normal” no sexo

Essa reformulação resultou em grande impacto no tratamento e na terapia sexual.
Falaremos mais desse tema durante o mês de novembro e temos muita coisa para falar.

Dra Thalia Maia – CRM DF 19006