Thalia Maia – Saúde da Mulher

Tag Archive: corpo

  1. Higiene Genital – 11 passos para higiene íntima adequada

    1 Comment

    O objetivo da higiene genital ou higiene íntima é alcançar o bem-estar, prevenir infecções e evitar processos alérgicos com produtos inadequados, além da manutenção dos microorganismos da flora dessa região.

    A falta de higiene pode ocasionar coceira, queimação, fissuras, odor desagradável e secreção alterada, resultando no uso desnecessário de antibióticos e antifúngicos.

    Já o excesso ou uso inadequado de produtos pode causar irritação, ressecamento, alergia e fissuras na pele.

    Mulheres procuram atendimento ginecológico acreditando ter uma infecção, quando na realidade basta orientação sobre higiene genital. Ainda existe dificuldade de tocar nos genitais e muitas vezes não apresentam conhecimento de anatomia para realizar a higiene correta
    – indo além, lavando a parte interna que não deve ser lavada
    – ou manipulando de menos, esquecendo dos pequenos lábios e o que há envolta deles.

    Para melhor orientar segue em tópicos os principais pontos que toda mulher deve saber.

    1. Lavar a área genital externa, não lavar dentro da vagina onde há penetração;
    2. Remover a umidade excessiva;
    3. Produtos específicos de higiene íntima pH ácido entre 4,2 e 5,9 e detergência leve;
    4. Absorventes ou coletor no período menstrual. Fora do período menstrual apenas absorvente respiratório – se for usar;
    5. Lenços umidecidos de preferência sem cheiro e sem base alcóolica;
    6. Cuidados com pelos de acordo com o desejo da mulher. Livre para decidir;
    7. Evitar roupas apertadas na área genital e de tecido sintético – dificultam transpiração;
    8. Evitar duchas intravaginais – Chuveirinho de cima para baixo para não entrar água na vagina;
    9. Lavar e secar adequadamente roupas íntimas;
    10. Nas infecções instaladas – procurar a ginecologista, pois higiene não serve como tratamento.

    Detalharemos cada um deles em novos posts, acompanhe.

    Veja também sobre a Campanha Espelho Meu: conheça seu corpo.

  2. Campanha Espelho Meu, Conheça seu Corpo

    Leave a Comment

    Apenas 26% das mulheres costumam olhar atentamente suas partes íntimas – Dados da Universidade de Indiana (EUA). A cultura de repressão ao olhar e tocar na genitália leva a falta de higiene na infância, ao não descobrimento do potencial sensorial na adolescência e a frustrações na vida adulta.

    A principal causa de consulta na infância é pela queixa de corrimento, quando na maior parte era só mostrar a menina que é importante colocar a mão lá, afastar e limpar cada cantinho, sem entrar na vagina. Raramente há uma doença nesses casos, só correcão na higiene pessoal.

    Na adolescência ou mais a frente, durante a iniciação sexual, pode existir mais dor, mais medos, agravados principalmente pelo desconhecimento pessoal que acarreta mais medo, redução da excitação, redução da lubrificação, e mais dor. Isso reduz o aprendizado do prazer e pode resultar em associações com memórias negativas, além de limitar o potencial sensorial da região.

    Então como exercício, escolha a posição que preferir e pegue um espelho. Sem medo, Olhe de uma vez e quantas vezes precisar.

    1. A parte Externa é a Vulva.
    2. Com as pernas fechadas teremos a porção com pelos. Unidas na parte superior e divididas na parte mais baixa formando de cada lado um grande lábio (lábios externos).
    3. Ao afastar os grandes lábios encontrará os pequenos lábios. Eles são mais internos e pode ter tamanho maior em algumas mulheres, mesmo assim continuam sendo chamados pequenos lábios.
    4. Afastando os pequenos lábios você poderá ver ou não os oríficios das glândulas de Bartholin, um de cada lado, bem perto da entrada da vagina. Essa glândula não é palpável habitualmente e é responsável por parte da lubrificação da vagina.
    5. Seguindo os pequenos lábios, em direção superior, encontramos o clitoris, cerca de 8 mil terminações nervosas (o dobro da encontrada no pênis). Observamos apenas a ponta, mas a estrutura do clitoris segue pelas laterais alcançando parte da vagina e com terminações nervosas até o ponto G.
    6. A vagina é a porção interna, onde ocorre a penetração durante o ato sexual.

    Terminado isso, já foi um avanço. E novos avanços virão.