Dicas de Saúde

05/08/2016

Semana Mundial do Aleitamento Materno

De 01/08 a 07/08 é comemorada a Semana Mundial do Aleitamento Materno que ocorre em 120 países e é considerada um veículo para o incentivo da amamentação.

O Ministério da Saúde recomenda o aleitamento materno exclusivo desde o nascimento até o sexto mês de vida, devendo ser mantido em associação com a alimentação complementar até os dois anos de idade.

Mas o que é o aleitamento materno exclusivo? Aleitamento materno exclusivo significa alimentar o bebê apenas com o leite materno, ao longo de todo o dia, sem oferecer a ele qualquer outro alimento.

Até o sexto mês de vida, o leite materno contém todos os nutrientes e a energia que o bebê precisa, inclusive água, mesmo em dias muito quentes (87% do leite materno é água). Assim, a oferta de chás, sucos e água não deve ser realizada pois pode prejudicar a amamentação, uma vez que esses líquidos irão substituir o leite fazendo com que o bebê mame menos.

Existem diversas vantagens do aleitamento materno exclusivo para a mãe e para o bebê, dentre as quais podemos citar:

– É de fácil oferta e imediatamente disponível (não precisa de preparo, ele já vem pronto para o bebê);

– É nutricionalmente superior a qualquer outro alimento infantil;

– Protege a criança contra doenças;

– Auxilia no desenvolvimento da mandíbula e dos dentes, favorecendo a saúde bucal;

– Beneficia o desenvolvimento cognitivo;

– Está sempre na temperatura ideal, é prático e está sempre fresco;

– Não tem custo;

– É de fácil digestão;

– Desenvolve laços entre mãe e filho;

– Auxilia a mãe na perda de peso após o parto além de proteger contra câncer de mama e de ovário;

Por isso, pratique o aleitamento materno exclusivo com seu bebê fornecendo o melhor alimento que ele pode ter nessa idade. Após o 6º mês, ele estará apto a começar a receber uma alimentação complementar saudável e apropriada às suas necessidades.

 

Tatiana Magri    Nutricionista / CRN/1 n° 9875

E-mail: tatiananutri@thaliamaia.com.br