Dicas de Saúde

30/05/2016

Falando sobre mulheres e a infecção urinária.

Dra Erica Medeiros – Ginecologista e Obstetra CRM DF 19320

A infecção do trato urinário é uma das infecções mais comum nas mulheres, cerca de 25% das mulheres podem ter pelo menos um episódio durante sua vida. A forma mais comum deste tipo de infecção é a cistite, ou seja, infecção da bexiga, e cursa com sintomas incômodos como: urgência para urinar, dor ou ardência após a micção, dor na parte baixa do abdômen, sangue na urina, dentre outros.

A principal via de infecção é a ascendente, ou seja, as bactérias que colonizam o períneo e a entrada da vagina, se disseminam em direção à uretra (canal por onde sai a urina) e à bexiga, podendo, em casos mais graves, chegar até aos rins. As mulheres se tornam as principais vítimas deste tipo de infecção por terem a uretra mais curta.

O diagnóstico é predominantemente clínico, onde o médico irá avaliar os sintomas, podendo oferecer o melhor método de tratamento para cada caso. Algumas condições especiais como a gestação exigem que o tratamento seja feito mesmo na ausência de sintomas.

A prevenção se faz necessária em todos os momentos da vida, e com medidas simples como: ingerir água adequadamente durante o dia, não segurar a urina, urinar após as relações sexuais, e, tratar junto ao seu ginecologista os desequilíbrios da flora vaginal.

Procure sempre sua ginecologista ao menor sinal ou suspeita de infecção urinaria e evite o uso de antibióticos sem avaliação médica, prevenindo assim infecções graves e resistência bacteriana.

 

Dra Erica Medeiros – Ginecologista e Obstetra
CRM DF 19320