Dicas de Saúde

07/05/2016

Estupro: O que as mulheres devem saber?

Recebi um texto sobre o caso da menina violentada com absorvente interno e me deparei com a frase “As CONSEQUENCIAS EMOCIONAIS são mais intensas e complexas que AS MÉDICAS”. Será que isso está certo?

Para as vítimas de abuso sexual QUE SOBREVIVEM é possível que as feridas emocionais sejam as mais difíceis de cicatrizar. Isso significa que elas podem ser mais danosas que as físicas, mas, como médica ginecologista, preciso esclarecer que ambas são “consequencias médicas”, não só as físicas. E ressalto que a abordagem dessas alterações psicológicas e sociais deve ser precoce.

Muitas mulheres largam a escola, abandonam emprego e se distanciam da família, movidas por sentimentos de culpa, atribuindo a si mesmas, a responsabilidade do abuso. Pode existir o medo do interrogatório policial, o medo do atendimento no IML, a vergonha da divulgação pela imprensa e a ameaça de vingança do agressor. A mulher violentada teme não ser compreendida e ser julgada. Ela precisa de ajuda.

A consulta de avaliação médica é importante NÃO SÓ para tratamento das lesões genitais, prevenção contra gravidez indesejada, profilaxia contra doenças, informação e orientações legais sobre seus direitos. A consulta médica também é importante pelo apoio psicológico.

A violência sexual é um fenômeno universal que atinge mulheres de todas as classes sociais, etnias, religiões e culturas. Então SER MULHER é correr o risco de um dia conhecer alguma mulher que passou por isso. Ajude-a a buscar atendimento médico, seja com sua própria médica ou diretamente no sistema público de saúde (ao final do texto segue a lista dos Serviços com atendimento Público Multidisciplinar e Projetos voltados a essas mulheres vítimas de agressão sexual).

Se você é ginecologista…
nunca esqueça do adequado acolhimento, trato digno e não discriminatório, facilitar a expressão de sentimentos, garantir a confidencialidade, dar crença a vítima e comunicação empática.

Se você é vítima …
procure atendimento rápido. Porque, além das justificativas acima, a profilaxia de muitas doenças deve ser feita preferencialmente nos primeiros dias da exposição, como HIV, Hepatite, sífilis, gonorréia, clamídia, cancróide, linfogranuloma venéreo, tricomonas.

Em caso de dúvidas sobre o tema estou disponível no email dra@thaliamaia.com.br
Atendimentos são feitos apenas pessoalmente no consultório de acordo com norma do CRM.

Endereços das Unidades (SUS)
HRAN – PROGRAMA MARGARIDASMHN Área Especial – Asa Norteprogramamargarida.hran@yahoo.com
Telefone: (61) 3901-3065 /3223-0125
COMPP – PROGRAMA JASMIMQuadra 501 Norte bloco B Ed. COMPP – Asa Norteprogramajasmim.compp@gmail.comTelefone: (61) 3901-3062
HMIB – PROGRAMA VIOLETASGAS Quadra 608/609Módulo A – Asa Sulprogramavioleta@gmail.comTelefone: (61) 3445-7669
ADOLESCENTRO – PROGRAMA CALIANDRASGAS – Quadra 605 lote 32/33 – Asa SulTelefone: (61) 3443-1855/ 32421447
HRC – PROGRAMA FLOR DE LOTUSQNM 17 Área Especial nº 01 – CeilândiaTelefone: (61) 3371-6595/ 33714458
HRG – PROGRAMA GARDÊNIAÁrea Especial nº 01 Setor Central – Gamapavgama@gmail.comTelefone: (61) 3385-9956/ 3627-6921/ 3385-8389/ 8126-4863
HRGu – PROGRAMA PRIMAVERAÁrea Especial QI 06 lote “C” – Guará I(61) 3353-1477/3381-4483
HBDF – PROGRAMA IPÊSMHS – Área Especial – Q. 101Telefone: (61) 3315-1320
DRS Núcleo Bandeirante/Riacho Fundo I e II, Parkway – PROGRAMA ALFAZEMA3º Avenida nº 03, Núcleo BandeiranteTelefone: (61) 3486-1615/ 3486-6707
HRPa – PROGRAMA GIRASSOLQuadra 2 Área Especial – ParanoáTelefone: (61) 3369-9899
HRP – PROGRAMA FLOR DE LISVia W/L 4 Área Especial – Setor Hospitalar PlanaltinaTelefone: (61) 3388-9655/ 8266-2148/ 3389-1520
DRSRE – PROGRAMA AMARILIS HRSam – PROGRAMA ORQUÍDEAQS 614 conj. ‘C’ lotes 01 e 02 – SamambaiaTelefone: (61) 3458-9838
HRSM – PROGRAMA FLOR DO CERRADOQuadra “AC” 102 Conjunto A, B, C e D s/nº – Santa Mariapavsantamaria@gmail.comTelefone: (61) 3392-6405/ 3392-6512/ 3392-6555/ 3392-6467
CSSS01 – PROGRAMA TULIPAQuadra 02 Área Especial – São SebastiãoTelefone: (61) 3335-5472
HRS – PROGRAMA SEMPRE VIVAQuadra 12 Área Especial – Setor Central – Sobradinhoprogramasempreviva@gmail.comTelefone: (61) 3487-9241/ 3387-8832
HRT – PROGRAMA AZALEIAQNC Área Especial nº 24 – Taguatinga NorteTelefone: (61) 3353-1162/ 3353-1159/ 3563-2630
ISMEPNB, KM 04, Área Especial S/N, Av. Sucupira, Granja do Riacho Fundo – Riacho Fundo ITelefone: (61) 3399-6638
PROGRAMA ALECRIM -Telefone: (61) 3214-3840
PIGL – PROGRAMA DE INTERRUPÇÃO GESTACIONAL PREVISTA EM LEISGAS Quadra 608/609 – Módulo A – Asa Sulpigl.hmib@gmail.comTelefone: (61) 3244-6953