Dicas de Saúde

22/11/2016

Disfunções Sexuais Masculinas

Texto escrito por Dra Renata Ribeiro CRM DF 11193

As Disfunções Sexuais Masculinas podem ser causadas por: falta de Desejo Sexual, Disfunção Erétil e problemas relacionados à ejaculação, especialmente a Ejaculação Precoce.

renataTodas essas disfunções podem apresentar causas físicas e psicológicas. Acredita-se que uma disfunção nunca seja exclusivamente orgânica (ou física), pois dificilmente um problema sexual não levaria a repercussões psicológicas, que atuariam como fatores mantenedores ou agravantes do quadro.
No caso da Disfunção Erétil um importante critério na diferenciação da causa orgânica da psicogênica é que, se a disfunção ocorre em algumas situações e em outras não, a causa certamente é psicológica.

Nas Disfunções Eréteis predominantemente orgânicas, a dificuldade de ereção geralmente ocorre em todas as situações, inclusive ereções noturnas ou matinais.

Algumas causas de Disfunção Erétil orgânica são: Diabetes, Hipertensão e alguns anti-hipertensivos, Aterosclerose, Depressão e alguns antidepressivos, Doença de Peyronie e Câncer de Próstata.

Um aspecto muito importante da Disfunção Erétil é que ela é um fator de risco para Doença Coronariana, sendo algumas vezes o primeiro sintoma de uma Doença Cardiovascular. Portanto, todo paciente com Disfunção Erétil orgânica deve ser submetido a uma avaliação cardíaca.

A medicina evoluiu muito no tratamento da Disfunção Erétil e contamos hoje com vários tratamentos medicamentosos (orais ou injetáveis) e também cirúrgicos (como uso de próteses).

Apesar disso, as Disfunções Sexuais podem causar desgastes significativos nos relacionamentos conjugais a ponto de, mesmo com o tratamento medicamentoso efetivo, alguns casais necessitarem de terapia sexual ou conjugal, a fim de resgatar o vínculo afetivo e a intimidade.

A terapia sexual apresenta como objetivo principal a satisfação do casal e a vinculação afetiva, sendo esses aspectos preponderantes em relação à performance sexual.

Alguns critérios de bom prognóstico (sucesso) para uma terapia sexual são: dedicação do paciente e motivação para o tratamento (vontade de melhorar), um bom vínculo conjugal e uma parceria compreensiva e engajada no tratamento.

 

Dra Renata Ribeiro CRM DF 11193