Dicas de Saúde

11/04/2017

Como lidar com ciúmes do irmão mais velho quando chega um irmãozinho?

A criança estava acostumada a reinar diante dos pais e da família e de repente é surpreendida pela gravidez da mãe e junto com ela a sinalização de que um novo bebê está a caminho. Durante a gravidez a mãe passa a estar mais cansada e em alguns momentos a brincar menos com o filho. O filho percebe e consequentemente passa a agir diferente com a mãe e familiares.

Além disso, nos momentos que antecedem a chegada do bebê em casa, a mãe fica ausente durante dois a três dias e aparece com o novo irmãozinho, sem poder dar tanta atenção para o irmão mais velho e está  aparentemente mais cansada.

Diante desses acontecimentos é comum que a criança venha a sentir ciúmes do novo bebê que chegou.

E o que podemos fazer para evitar esse sentimento por parte dos irmãos?

Em primeiro lugar devemos sempre conversar com o irmão mais velho (mesmo que ele ainda seja bebê e pareça não entender) e explicar o que está acontecendo. É importante explicar que a família está crescendo e que ele terá um amigo e companheiro para toda vida.  Nesses momentos devemos usar da fantasia das crianças e falar para ele, por exemplo, que o bebê está muito feliz em saber quem vai ser seu irmão mais velho. Também é válido que o bebê “diga”para o irmão mais velho que ele está ansioso para o conhecer e que o ama muito. Vale usar voz de bebê nesse caso.. Rsrs.

Mesmo com o bebê ainda na barriga é possível aproximar os irmãos e esse é o nosso objetivo.

Após a chegada  do bebê em casa, é importante que o irmão mais velho participe da rotina do bebê quando se interessar por isso. É muito importante também que a mãe se organize e separe momentos para dedicar só ao filho mais velho. É importante também que os pais não permitam comentários como: “Você não é mais o bebezinho da família, agora seus pais tem outro bebê para dar atenção” ou “você vai ficar de lado agora que seu irmão nasceu”. Comentários como esses são inaceitáveis e podem ser bastante prejudiciais.

Precisamos lembrar que, por mais que sejam os filhos mais velhos, também são filhos e continuam precisando de amor, carinho e atenção da mesma forma.

Se nos atentarmos a esses pequenos detalhes, certamente faremos da chegada do irmãozinho um momento mais fácil e gostoso.

Boa sorte! 😉